A Year Of Books – Agora e Para Sempre Lara Jean (14/24)

“Agora e para sempre Lara Jean” | Autora: Jenny Han | Editora: @intrinseca | 5/5 estrelas ❤

Em “Para todos os garotos que já amei” conhecemos a Lara Jean é uma adolescente coreana, um tanto tímida, divertida e muito, mais muito romântica. Juntos conhecemos também como ela expressa seus sentimentos mais profundos e, ao mesmo tempo, um jeito diferente de se despedir dos garotos que já amou: escrevendo cartas de amor. E um dia essas cartas foram entregues, imaginem o caos…

No segundo livro “P.S.: Ainda Amo Você” acompanhamos o resultado de um namoro de mentirinha com Peter Kavinsky e, como a Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta, não é platônico, é tão real que as vezes nem ela mesma acredita.

12062017-_MG_601412062017-_MG_6006

Foi aí que nós, leitores, pedimos mais um livro e surgiu o terceiro, YAY!!! Eu fiquei empolgadíssima, acreditando que viria um livro de pelo menos umas 600 páginas, porém, o padrão continuou também no terceiro livro e a curiosidade estava acabando comigo, em como a autora iria dar um final na trilogia em menos de 300 páginas (na verdade foram 299).

Em “Agora e Para Sempre Lara Jean” acontece no último ano de Lara Jean no colégio e as coisas não podiam estar melhores, afinal ela está apaixonadíssima pelo namorado, Peter; seu pai vai se casar em breve com a vizinha, a sra. Rothschild, achei muito fofo a autora ter dado um final pra vizinha também; a irmã mais velha, Margot, vai passar o verão em casa. Mas, por mais que esteja se divertindo muito — organizando o casamento do pai e fazendo planos para os passeios de turma e para o baile de formatura —, Lara Jean não pode ignorar as grandes decisões que precisa tomar, e a principal delas envolve a universidade na qual vai estudar e nesse ponto foi quando eu senti a maior ‘barra’ que os adolescentes gringos sofrem, afinal, pra gente é bem comum continuar morando com os pais depois de entrar na faculdade. A Lara Jean viu a Margot passar pelos mesmos questionamentos e agora é ela quem precisa decidir se vai deixar sua família — e o possível amor de sua vida — para trás.

12062017-_MG_601512062017-_MG_601612062017-_MG_601712062017-_MG_6013

“Kitty está sempre dizendo que histórias de origens são importantes. – Acho que vou dizer que tudo começou com uma carta de amor” pág. 298

12062017-_MG_5919

A leitura continua gostosa e leve, cheia de passagens fofas e acho que foi a primeira vez que li um livros com momentos em família tão bons, sério queria aquela família pra mim!

Eu também amei como a autora descreve a convivência de uma pessoa tímida com os outros personagens que não estão no mesmo círculo, a delicadeza nos sentimentos, nas inseguranças e nos medos de uma “decisão errada”, a forma que a Lara Jean se desenvolve com mulher e como ela aprende a lidar com a ansiedade deu uma realidade na estória. Espero que você ame esse final tanto quanto eu!

Um livro doce para quem gosta de surpresas fofas e leveza, além de ser um livro que te prende rápido. Indico para quem não tem medo de se apaixona pela pessoa errada, mesmo ele sendo a certa…

P.S.: Deem uma olhadinha nessa adaptação/resenha do primeiro livro da série da Yulin Kuang  “I din’t write this” e também tem as receitas da Lara Jean para download na Intínseca!

Com amor, Glenda.

Beijo, Beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s