Uma manhã

06:45 da manhã.

Se espreguiça, amarra o cabelo e vai tomar banho.

Segundos antes de o relógio marcar as 07:00 em ponto ela já está no seu cantinho de trabalho com o celular na mão, entregando os primeiros jobs matinais.

Finaliza as 08:14, faz café, esquenta um pão e mistura com ovo e ricota.

Encontra um pouco de mingau guardado, ferve e divide com o pai, que com a graça matinal canta: “minha flor do oriente, mostra teu dente”, sem ser tão simpática ela sorri, alegrando ainda mais o pai.

Volta para a cozinha, come, com calma, sem estresse, sem celular, só com a luz de fora preenchendo a cozinha e barulho da missa que passa na tv, bem distante.

Termina, lava a louça.

Limpa a casa.

Molha as plantas.

O telefone toca e ela volta ao trabalho.

Quem foi que disse que a calmaria não é empolgante?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s